Alimentação a base de plantas

July 3, 2017

Com certeza você já ouviu falar da alimentação "a base de plantas"  ou tem um amigo  Vegano ou Vegetariano. Isso não era tão comum há pouco tempo atrás certo? Também acho! Mas o que esta alimentação tem de especial? Não vou falar de sustentabilidade, princípios, crenças ou nosso planeta (Isso rende e merece mais um post).

 

 

Então hoje vim falar sobre este tipo de alimentação que tem como base energética e nutritiva alimentos ricos em fibras e amidos. São o tipo “confort food”, que amamos, mas há tempos considerados meros “acompanhamentos” nas principais refeições.

 

A dieta plant based é uma denominação em inglês, que se nós traduzirmos significa uma alimentação que tem como base as plantas, ou seja, nada mais é do que uma alimentação vegetariana, que preconiza o consumo dos vegetais na sua forma mais íntegra, limitando ao máximo os produtos refinados, os aditivos alimentares (corantes, emulsificantes, aromatizantes, etc) e os industrializados no geral.  É uma forma de procurar consumir os alimentos o mais próximo possível da forma como eles estão apresentados na natureza.  Logo, é uma dieta baseada em frutas, hortaliças, cereais, leguminosas,  sementes, castanhas e cogumelos e em cima disso se compõe as refeições diárias. Essa denominação surgiu como um conceito da Medicina por um grupo americano da Funcional Medicine, que preconiza este tipo de dieta como um poderoso fator para reverter doenças e também como um modelo alimentar extremamente saudável.

 

Contudo, estas são as comidas que fizeram com que os serem humanos prosperassem por gerações: tubérculos como batatas e batatas-doces; grãos integrais como arroz integral, milheto, quinoa e trigo; milho e ervilhas; leguminosas como grão-de-bico, feijões, lentilhas e a soja, acompanhados de frutas frescas e verduras sempre diversos e coloridos. 

Todos os alimentos colaboram para o fornecimento de nutrientes essenciais. Portanto, combinando-os sem excessos ao longo do dia, alcançamos o equilíbrio sinérgico nutricional que garante a saúde.

 

Se a gente for comparar o vegetarianismo estrito ou veganismo com a dieta plant based, nós estamos falando praticamente da mesma coisa. Estes dois tipos de alimentação chamam atenção para a questão da ética animal e da compaixão. A única diferença é que o veganismo não tem uma recomendação específica de não se consumir produtos industrializados, ou seja, não necessariamente quem é vegano tem uma dieta natural ou plant based, como por exemplo: arroz branco com ketchup é vegano, mas essa não é uma refeição plant based. 

 

A alimentação humana moderna é reflexo da nossa herança cultural, moldada por hábitos e vícios que por sua vez foram moldados basicamente pelo conforto, prazer e influência fria da ciência que muitas vezes foi, e ainda é, interpretada de forma fria e não correlacionada, desmerecendo a identidade sinérgica das nossas necessidades fisiológicas, emocionais e a influência real do meio ambiente na nossa saúde e equilíbrio.

 

E você, é adepto? Já assistiu algum seriado sobre o assunto? Me conte aqui nos comentários.

Lembrando que se você deseja promover estas mudanças no seu padrão alimentar é essencial a busca por um profissional nutricionista para adequar suas necessidades individuais.

 

*Texto: Alessandra Luglio (nutricionista e vegana)

 

Compartilhar
Curtir
Please reload

Posts Em Destaque

Como você acompanha sua evolução?

June 7, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

August 29, 2018

Please reload

Arquivo