É libertador, incrível e revolucionário viver o “trabalho“ como extensão de mim, do que tenho vivido! Tudo que transforma, morre, nasce, reinventa, potencializa aqui dentro tem vindo para fora e tem sido recebido por projetos, ideias, encontros, desencontros e pessoas sensacionais que de alguma forma se identificam. Então sim, é possível se trabalhar por dentro, se expressar e manifestar do jeitinho que estamos e somos, com toda luz e toda sombra e gerar abundância e um caminho leve de se viver. 

 

Ao longo destes 14 anos atuando como nutricionista dentro do modelo tradicional e vendo a teoria ali, mais viva, completa e lúcida do que nunca, a internet cheia de informações, o mercado cheio de ofertas de produtos mais íntegros e as pessoas continuando a comer mal, busquei - talvez não a solução definitiva, pois nada é definitivo na natureza - mas algo que acalme o coração e redirecione a rota. E isso é suficiente - a Nutrição Integrativa. 

 

Afinal, O que é isso? 

Tenho percebido que minha maneira de abordagem tornou-se diferente: as pessoas chegam até mim, mas conseguem seus resultados sozinhas, sem rigidez e inflexibilidade qdo conseguem observar e entender sua relação com o alimento com um olhar mais integrativo. 

O espírito do tempo mostra que precisamos de processos mais empáticos, onde profissionais entendam mais profundamente a dimensão humana, compreendendo a história das pessoas, seu estilo de vida, comportamento e aspirações.

 

Vivemos uma era em que o sentimento sobrepõe o pensamento lógico. A vida em modo automático nos faz perder, aos poucos, nossa espontaneidade, as raízes de nossa história e, muitas vezes, o sentimento de pertencimento. A busca por sentir estimula o desejo de reviver sensações e impõe uma necessidade de conexão — com nossas origens e identidade.

A alimentação afetiva convida à ampliação de repertório cultural e ao diálogo aberto entre comida e emotividade. Afinal, os alimentos equilibram o corpo com seu valor nutricional, mas também a alma com seu valor emocional.

 

A nutrição integrativa é uma ferramenta capaz de proporcionar um novo estilo de vida - com mais autonomia, leveza, conexão com a natureza e compreensão de nossa relação com o sentido de se alimentar - e acredito que precisamos fazer isso imersos na realidade com mais prática, trocas e menos teoria; focando na reconexão das pessoas com o verdadeiro sentido de se alimentar através de Imersões, trocas, experiências, maior contato com a natureza, pausas, diálogos abertos e despertar da consciência, além de práticas que resgatam memórias, afetividade e ancestralidade - autoconhecimento.

 

Assim, fortalecemos nossa jornada em busca de equilíbrio entre mente, corpo e espírito de forma integrativa, com atitudes que resultam em transformações que ocorrem de dentro para fora e refletem em um novo estilo de vida.

 

A nutrição integrativa cuida das pessoas em todas as suas dimensões (física, mental-emocional, social e espiritual), resgatando a humanização do comer, gerando novos recursos terapêuticos no atendimento nutricional.

 

O nutricionista atuante na área é um tutor de um processo em que, além dos recursos bioquímicos e clínicos , oportuniza técnicas de reconexão com a sabedoria do corpo.

 

Através da utilização da intuição, meditação (através do cozinhar, do plantar, do colher, do semear), ferramentas de coaching nutricional, práticas corporais e respiratórias, estimulando o autoconhecimento, a autoeducação, a autoestima, a auto-observação, a auto-cura, o bem-estar integral, a conquista de metas, objetivos e propósitos de vida, maior contato com a natureza entre outras práticas. 

 

Algumas ferramentas estudei e aplico nos meus atendimentos, outras facilito através de parceiros e pessoas alinhadas que dominam cada atividade específica fortalecendo este caminhar através da Casa Mútua. 

 

Uma dieta sozinha não mudará seu estilo de vida. Quando se busca qualidade de vida, saúde e longevidade ou você muda seu estilo de vida ( o que engloba o ser humano na sua totalidade) ou você muda algo pontual, por tempo determinado que com certeza não se sustentará e nem será duradouro. 

 

Hoje aplico a nutrição mais pura, natural, prática e simples que você possa imaginar, além de sempre respeitar a individualidade de cada cliente. A nutrição integrativa busca resgatar, afeto, memórias, cultura, equilibrio, energia, leveza, sustentabilidade, cuidado, permissão, sabores, aromas e práticas muitas vezes esquecidas pela rotina frenética que vivemos.  É isso, a vida é um todo indivisível. 

 

 

Aline Tonin

Nutricionista Funcional 

@casamutua @aline.tonin

© 2005 by Aline Tonin